Fim dos Cheaters? Pode ser que sim.

22 maio 2015 | 538 | 1
Fim dos Cheaters? Pode ser que sim.
Em decis√£o in√©dita na justi√ßa brasileira, site que fornecia programas para trapa√ßas os conhecidos cheaters, foi desativado, sob pena di√°ria de R$10.000 reais caso volte a funcionar. √Č um grande dia para o cen√°rio de jogos online no Brasil, pois n√£o √© de hoje que os trapaceiros atrapalham em partidas online. A Ongame distribuidora¬†de v√°rios t√≠tulos de games no Brasil entrou com a a√ß√£o,¬†agora esperamos que demais distribuidoras e desenvolvedoras de games sigam este exemplo, quem sabe chegaremos a um dia que os trapaceiros de plant√£o n√£o conseguiram mais jogar em lugar algum! Decis√£o in√©dita da justi√ßa brasileira tira site de programas ilegais do ar headshot A justi√ßa, em decis√£o liminar, mandou remover do ar o site Point Bad ‚ÄĒ famoso por trazer programas ilegais para hackers do jogo Point Blank ‚ÄĒ, ap√≥s vit√≥ria da Ongame em processo judicial. A decis√£o √© in√©dita no pa√≠s e, caso o site ou o hack continue ativo, haver√° uma multa de 10 mil reais por dia de infra√ß√£o. As investiga√ß√Ķes em cima do site Point Bad acontecem desde o come√ßo de maio quando a proposta foi apresentada ao juiz e, ent√£o, as medidas puderam ser tomadas. Neste momento, os sites, v√≠deos e p√°ginas de redes sociais relacionados ao programa foram desativados e o programa em si n√£o est√° mais em funcionamento. Virando o jogo! ‚ÄúEsta decis√£o vai abrir muitas portas para outros processos similares e, com certeza, vai ajudar o mercado brasileiro de games‚ÄĚ, diz Helio Tadeu Brogna Coelho, advogado da Ongame. Todas as publishers e desenvolvedoras alocadas no pa√≠s j√° podem respirar mais tranquilas, uma vez que o caso do Point Bad pode servir de refer√™ncia para outros casos judiciais. Para o resto do mundo (gamer), os brasileiros s√£o considerados os jogadores mais t√≥xicos e desleais. Por√©m, com a queda dos sites que divulgam programas ilegais, este quadro pode, aos poucos, ser mudado se junto com a decis√£o judicial houver uma conscientiza√ß√£o dos usu√°rios quanto ao uso de vantagens ilegais no jogo. A not√≠cia promete dar uma chacoalhada no mercado gamer brasileiro, uma vez que os hackers v√™m se espalhando pelos jogos gratuitos ‚ÄĒ principalmente nos jogos de tiro. O encerramento do site do Point Bad ‚ÄĒ que existe desde 2012 ‚ÄĒ √© uma grande vit√≥ria para os usu√°rios de Point Blank e para a Ongame. ‚ÄúO que podemos tirar de mais importante dessa a√ß√£o √© o fato de que nossos usu√°rios v√£o ter um servi√ßo ainda melhor, al√©m de mostrar que a justi√ßa brasileira est√° aberta a entender e ajudar em casos futuros‚ÄĚ diz Vinicius Sztibe, coordenador de Opera√ß√Ķes da Ongame. Os usu√°rios de Point Blank que jogam limpo t√™m motivos de sobra para comemorar a decis√£o judicial, mas a Ongame ainda continuar√° procurando, bloqueando e at√© mesmo processando sites de programas ilegais. Tudo para cuidar do bem estar de seus usu√°rios e n√£o deixar que nada atrapalhe seu momento de divers√£o.
    TAGS:
  • PB
TuGh

Bacharel em Administração de Empresas e Especialista em Marketing pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, fundador do SiteCS e da FC Web, trabalhando em desenvolvimento de sites e campanhas digitais desde 2002.

Coment√°rios

JLL