Homenagens para gamers brasileiros no CS

A Valve costuma inserir, de tempos em tempos, grafites em homenagem a jogadores que tenha realizado lances históricos durante os Majors do Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Assim, os mapas, já repletos de detalhes, recebem um novo elemento quando alguma jogada histórica é realizada durante os grandes campeonatos que recebem o aval da desenvolvedora. Algumas jogadas, claro, são mais decisivas que outras, mas todas foram responsáveis por impressionar o público e, por isso, recebem o grafite marcando o local em que a jogada ocorreu como forma de tributo.

São, contudo, poucos os atletas que podem se vangloriar de ter recebido uma honraria como essa. Em vista disso, é comum que outras jogadas e players marcantes que não receberam uma homenagem em forma de grafite no mapa sejam louvados de outras maneiras. Uma dessas formas é a criação de “callouts” não oficiais, ou seja, apelidos que facilitam a comunicação entre players na hora do jogo e que, neste caso, surgem como um tributo a atletas que se destacaram por jogadas ou a movimentações de grande impacto. Isso, claro, é mais um meio de explicitar o alto nível do e-sport nacional, que já se encontra incluído, por exemplo, como modalidade de aposta nas principais casas de apostas esportivas. Pensando nisso, separamos algumas homenagens realizadas pela Valve ou pela comunidade brasileira à atletas do Counter-Strike.

Coldzera – Mirage

A primeira jogada realizada por um jogador brasileiro a receber uma homenagem no mapa ocorreu em 2016, quando o Brasil também levou o primeiro Major do país no CS:GO. O feito ocorreu durante a MLG Major Columbus, contra a Team Liquid, e o protagonista da jogada foi Marcelo “Coldzera” David, gerando um dos momentos mais marcantes da Mirage em um evento competitivo da história e que ficou eternizado com um grafite.

Os brasileiros da Luminosity Gaming já haviam sido derrotados por 15 a 9 na primeira partida da semifinal quando Coldzera, sozinho na defesa bombsite B, conseguiu impedir a invasão de cinco terroristas na região do tapete. O gamer utilizou sua AWP em quatro dos abates e, com o feito, conseguiu motivar sua equipe, que venceu o primeiro mapa na prorrogação. Mais tarde, o time brasileiro saiu vencedor da disputa contra a Liquid, seguindo para a final contra a Natus Vincere e garantido a vitória. No mesmo ano, Coldzera também ajudou a equipe SK Gaming a conquistar a ESL One.

Cogu – Inferno

Raphael “Cogu” Camargo é um atleta que ganhou destaque jogando Counter-Strike 1.6 e recebeu uma homenagem na Inferno. A causa da homenagem foi uma jogada contra a Fnatic durante a final da ESWC, que culminou no primeiro título mundial da equipe brasileira. Com o auxílio de um “pezinho”, Cogu conseguiu subir até o telhado na região do Xuxa e aguardou pacientemente até conseguir eliminar quatro dos seus oponentes. A partir de então, o local tem sido utilizado como callout por jogadores brasileiros.

FalleN – Dust

Considerado um dos maiores jogadores de CS do mundo, Gabriel “FalleN” Toledo dá nome ao carro localizado no bombsite A da Dust, local também conhecido como “crash”.  O brasileiro ganhou notoriedade ao realizar movimentações neste perímetro, o que lhe rendeu a homenagem. Outro feito marcante do atleta foi a arrecadação de cerca de R$ 33 mil em stream no começo deste ano, valor que foi direcionado para as vítimas de Brumadinho.

btt – Inferno

Thiago “btt” Monteiro se destacou no CS 1.6 ao jogar com a camisa da MIBR, g3x e CNB, sendo, mais tarde, homenageado com uma posição na Inferno. A callout está localizada dentro da bombsite B, entre a região da caixa tripla e a piscina. Foi lá que o atleta realizou inúmeras ótimas jogadas e se imortalizou no imaginário da comunidade brasileira.

By
Bacharel em Administração de Empresas e Especialista em Marketing pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, fundador do SiteCS e da FC Web, trabalhando em desenvolvimento de sites e campanhas digitais desde 2002.

1 Comentário

  1. ESE JOGO E MUITO BOM

    Replicar

Deixa uma resposta

Your email address will not be published. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*