A organização indonésia soltou uma nota no twitter em apoio ao coach. Alessandro “Apoka” Marcucci foi banido nesta segunda-feira (29) após a ESIC investigá-lo. De acordo com a Comissão, o coach da BOOM usou o bug em duas partidas inteiras e em mais quatro jogos diferentes, mas, nesses jogos, somente em um round.

“Depois de revisar cautelosamente as evidências e discuti-las com nosso time, nós acreditamos firmemente que Apoka não usou do bug de maneira intencional nem para ganhar uma vantagem injusta, tendo também nenhuma forma possível de vantagem.”, de acordo com a nota da BOOM.

Apoka negou a situação após o anúncio da sua suspensão, dizendo que não estava em sequer mexendo no mouse durante os respectivos jogos. As duas partidas em que foi acusado de usar o bug durante o jogo inteiro foram em 2017 e 2018, enquanto coach da Luminosity.

O coach também saiu em sua defesa no twitter, através de uma TwitLonger. “Usando o Faceit Analyser, descobrimos que o BUG do coach aconteceu comigo em UMA partida ECS em 2017 e UMA partida da ECS em 2018. Eu fiquei os 2 parado SEM MEXER o mouse.”, palavras de Apoka.

Apesar do banimento, que durará em torno de cinco meses, Apoka poderá continuar trabalhando com a equipe. Entretanto, está incapacitado de entrar em servidores e comunicar-se com o time durante qualquer jogo oficial relacionado a eventos que são membros da ESIC.