Mais uma organização parte para os Estados Unidos, após a Biggods apresentar o projeto que está implementando na América do norte com seu time de League of legends a tão tradicional do cenário de e-sports brasileiro Dai-Dai também partiu com um time de Counter-Strike:Global Offensive.
 

O Brasil hoje tem 5 equipes na América do norte,

as duas principais que são SK Gaming e Immortals junto com elas temos a paiN Gaming,

Luminosity Gaming e agora Dai-Dai.

 
Embora seja uma tendência cada vez mais normal a saída de equipes indo para os Estados Unidos para tentar conquistar um espaço no cenário internacional, é um pouco triste também se pensarmos que o motivo dessa saída é a falta de uma base no cenário local e que recentemente organizações tem deixado o cenário brasileiro. Este plano hoje de mudança de país não é nenhuma loucura, visto que já vimos o sucesso de SK Gaming e Immortals que quando saíram do Brasil não tinham praticamente nenhuma certeza do futuro e hoje estão entre as principais equipes do mundo de CS:GO.
 

Pavel em atividade na Brasil Mega Arena
Pavel em atividade na Brasil Mega Arena

Conversamos com o jogardor da Dai-Dai Gaming e mangaer Felipe “Pavel” Costa sobre essa mudança:
Pavel obrigado por topar a entrevista, Fala para nós como está sendo essa adaptação de mudança de país, qual cidade vocês estão morando e o que vocês tem feito de diferente que no Brasil vocês não faziam?
 
Opa,obrigado vocês por ceder essa entrevista 😀
Bom,estamos morando em New Jersey e a rotina aqui é bem diferente,geralmente na nossa casa a gente tem um horário de treino fixo e tem outras tarefas pra fazer como trabalho ou cuidar de outras coisas,aqui nossa unica obrigação é jogar,acordamos e já vamos pro pc,olhamos alguma demo ou conversamos algo ou jogamos pugs ou algo do tipo,mas tudo em torno do CS.
 
A adaptação do Shield e do Luan com o time tem sido de maneira natural? E qual a importância de ter dois players que já jogam a um tempo na América do norte?
 
Algumas vezes temos problemas de comunicação pois eles estão acostumados a falar as posições em inglês haha mas por eles já jogarem aqui no NA eles tem um estilo de jogo bem diferente do brasileiro e conseguimos essa ”troca” de experiência e estamos gostando muito do time.
 
Alguns dos principais players brasileiros já passaram pela Dai-Dai como Fnx, Felps, Pava, Mch, KHTEX, tatazin, destinyy e Lul4 e agora chegou da organização se estabelecer no cenário internacional, qual foi o principal motivo de deixar o Brasil?
 
O cenario norte-americano é muito grande e tem muito mais investimento do que no Brasil seja campeonato ou qualquer outra coisa,fora que aqui o CS é muito popular e tem muito mais muito mais player que o brasil,a diferença de cenário é gigante.
 
Nós tivemos a ascensão do que é a SK Gaming hoje de maneira muito rápida para o cenário internacional, você acredita que a Dai-Dai tende a crescer em quanto tempo?
 
Isso não consigo dizer,só depende de nós 100% de nós mesmo,esperamos evoluir a cada dia mais e aprendendo com nossos erros.
 
A Dai-Dai deixou o Brasil com resultado um pouco abaixo daquilo que estávamos acostumados em um passado recente, você credenciaria essa baixa nos resultados por qual fator?
 
Nós estávamos apostando em alguns players novos e sem muito nome e estavamos passando por umas mudanças dentro da organização então esse ano de 2016 foi meio ”estranho” pra nós.
 
Hoje olhando para as outras quatro equipes brasileiras jogando no cenário norte-americano qual você acredita que será a maior rival da Dai-Dai?
 
Como eu citei no post na minha fanpage,vamos ter que treinar muito pra bater frente a frente com qualquer uma dessas equipes brasileiras que estão aqui,todos já eram de altissimo nivel no brasil e morando aqui o nivel deles aumentou muito,vamos com calma treinando dia pós dia e buscando uma melhora :D.
Muito obrigado pelo espaço e por ceder essa entrevista pra nós,obrigado para todos que torcem por nós e vamos dar 150% de nós!!
#godaidai
 
Galera esse foi o Pavel da Dai-Dai gaming.
vlw Pavel e bons resultados a equipe! GG!