O que a Immortals precisa para alcançar uma vaga no qualificatório do próximo major?

Após o final e a classificação dos brasileiros entre os quatro melhores times do qualificatório fechado, a Immortals tem um páreo duro pela frente jogar contra a Cloud 9 na estreia.

Enfrentar no primeiro jogo a atual campeã da ESL PRO LEAGUE SEASON 4 não é nada fácil, embora no último encontro presencial os brasileiros saíram com a vantagem, neste os norte-americanos sem dúvida partem como favoritos. O último encontro entre ambas as equipes em um evento presencial foi na Northern Arena onde a Immortals venceu por 2-1 em saldo de mapas.

As outras equipe TSM e Echofox são tidas como zebras para conquistar uma vaga para o qualificatório do major, a TSM atropelou a paiN Gaming no seu último jogo do qualificatório fechado e a Echo Fox se classificou ficando em primeiro do grupo onde a Immortals estava, mas ambas as equipes não se enfrentaram.

minor

O que a Immortals precisa fazer para garantir a vaga no qualificatório:

  • São duas semanas de preparação para o evento que irá ocorrer presencialmente em Atlanta e essa preparação deve ser muito bem utilizada para encaixar Lucas “Steel” Lopes que recentemente entrou no lugar de Wilton “Zews” Prado.
  • A equipe não pode ter quedas de rendimento como ocorreu na EPL Final onde Henrique “Hen1” Teles jogou abaixo do esperado e a equipe saiu derrotada nos dois primeiros dias de competição e logo acabou sendo eliminada no último dia da fase de grupos, a equipe joga como um todo mas se Hen1 estiver inspirado e focado as chances da Immortals aumentam de maneira gigantesca.
  • Os vetos no primeiro jogo, na Northern Arena os brasileiros venceram os americanos no primeiro mapa da final que foi Cobblestone e nos últimos dez jogos na cobblestone os americanos da Cloud 9 venceram 7 e perderam três, a immortals tem apenas quatro derrotas na Cobblestone desde que a equipe trocou de organização e dos últimos dez perdeu apenas dois mapas. O segundo mapa que eles jogaram foi train onde a C9 nos últimos dez jogos neste mapa tem três derrotas e os brasileiros acumularam quatro. O mapa que fechou o confronto foi overpass e ambas as equipes possuem quatro derrotas nos últimos dez jogos no mapa. Ganhar do Cloud 9 significa e muito quem ganhar desse jogo (caso não ocorra nada sobrenatural) tem quase certo a vaga para o qualificatório final do major, já que ambas as equipes fazem parte do tier1 do cenário internacional.
  • Não entregar rounds ganhos ou jogos ganho, um grande problema que vem assombrando os brasileiros contra a Team Liquid na EPL Final e no qualificatório para a ESL Nova York contra a Optic Gaming os jogos estavam praticamente nas mãos dos brasileiros que deixaram escapar a vitória, caso percam para o C9 irão ter que enfrentar os times mais fracos e será necessário foco para vencer, já que sabemos da superioridade do jogo dos brasileiros.
  • Utilizar a experiência a favor, Ricardo “Boltz” Prass e Lucas “Steel” Lopes jogam junto desde os tempos de Programing.TD em que o cenário brasileiro nem sonhava em estar sendo representado em um major e isso pode contar e muito para os amigos de longa data.
  • João “Felps” Vasconsellos, é tido como a revelação do ano e se conseguir se manter psicologicamente no jogo irá com toda certeza ajudar seu time a conquistar uma das duas vagas.
  • Lucas “Lucas1” Teles faça nós expectadores gritarmos muito “Que ota?”.

 

O minor das Américas ocorre no dia 3 e 4 de dezembro e garante dois times no qualificatório fechado do próximo major, fique ligado no sitecs.net para maiores informações.

 

GG !

By
Bacharel em administração, Palmeirense fanático, palestrante desmotivacional, adepto a barba de mendigo, amante de qualquer Fps, estudante de CS:GO aficionado e newbie nas horas vagas. :)

Deixa uma resposta

Your email address will not be published. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*