Counter-Strike 1.6 ainda gera muitos profissionais.

No mundo dos games as competições de profissionais no Counter-Strike 1.6  é sem dúvida nenhuma um dos jogos mais duradouros e lucrativos de todos os tempos.

Mesmo com duas versões oficiais (Condition Zero e Source) e uma que está para chegar no mês de agosto ( Global Offensive ), gupos internacionais e brasileiros continuam investindo nessa modalidade, ciberesporte.

Integrantes do brasileiro paiN Gaming, grupo que viajará entre julho e agosto para competir em Espanha e Portugal: Felippe Martins, 18, Jean Gomes, 23, Willian Elias, 20, Gustavo Mekaru, 19, e Frederico Maia, 24

“Não gastamos nada com viagens e, a cada vitória em competição, ganhamos um bônus”, diz Felippe Martins, 18, um dos integrantes do time paiN Gaming.

Felippe Martins jogador profisisonal de Counter-Strike, e seus outros quatro parceiros viajaram no dia 5 de agosto para competir em Portugal e na Espanha. Os prêmios chegam em torno € 16 mil (R$ 40 mil).

O estudante do ensino médio, já vai ganhar aproximadamente R$ 2.400 pelos 20 dias de treino, e competições pela Europa, ele se diz confiante. “Treinando sete horas por dia, nosso único destino é a vitória.”

Já Willian Lemos, de 25 anos, que acompanha o time e é responsável pela transmissão por streaming das partidas, fez uma ressalva.  “Em Portugal, os meninos devem ganhar. Já em Bilbao [Espanha], onde o torneio vai ser muito maior e mais difícil, devemos ficar entre os três.”

Possuem tambem o Lemos que é o narrador das partidas, chegam atingir 4.000 espectadores.

SELEÇÃO BRASILEIRA

É uma especie de equipe concorrente , a SBG (Seleção Brasileira de Games) acabam de voltar da Suécia, onde os integrantes do grupo passaram nove dias treinando para um campeonato no qual foram eliminados pelos “anfitriões”.

O fundador e diretor dá SBG, Alexandre Borba Chiqueta, de 28 anos, disse que cada jogador ganha R$ 500 ” só por convocação”, além das despesas, o dinheiro vem dos patrocinadores.

Chiqueta disse que não vê um fim próximo para “CS 1.6”. “Dizem que a nova versão [‘Counter-Strike: Global Offensive’] vai matar o 1.6, mas isso eu ouço desde 2005.”

4 Comentários

  1. Caraca vey, vou dizer pros meus pais que vou laragar a escola e virar Pro playar de cs 1.6, olha a naka de dinheiro qui os caranha ganham.

    Replicar
  2. vai ser muito difiicil acabar com o counter strike 1.6.O counter strike que vai ser lançado (global Offensive) o grafico pode ser mas real mas o jogo,saiu uma merda.Eles querem colocar realidade mas os player,parecem que estao se arrastando na andando.Agora se for pra ser assim e melhor lançar um jogo parecido com call of duty por que,ai sim vai dar certo.Counter Strike nao e um jogo de video game,e um jogo de computador.AI ele me vem e lançam o jogo pra xbox ta de brincadeira neh.Isso vai ser divertimento de criança nao jogo de profissional.

    Replicar
  3. Também não gosto nadinha da ideia de jogar “CS” em consoles ….., sou acostumado jogar só em PC mesmo, deveria ser exclusivo do PC, mas vamos ver oque vai dar ……..

    Replicar
  4. Nunca,Nunca!!! vão acabar com o cs 1.6 apesar de seus gráficos que não sao muito modernos mas jogabilidade é muito boa! Acho que o CSgo nao vai ter uma super venda igual o cs 1.6 apesar de seus lindos gráficos. MAS JA TO JUNTANDO DINHEIRO PARA COMPRAR O GLOBAL OFFENSIVE

    Replicar

Deixa uma resposta

Your email address will not be published. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*