Como é definida a nacionalidade de um time no CS:GO?

Esta é uma pergunta que muitos se fazem, porém, nem todos sabem ou tem algum lugar para procurar, mas o SITECS te mostra.

A nacionalidade de um time no CS:GO é muito importante, pois assim, o time pode representar uma nação e um povo pode apoiar o time do seu país. A explicação não é tão fácil, pois envolve história e muitas outras coisas!

Basicamente o que impera no CS:GO e que muitas produtoras de eventos e inclusive a Valve considera é a regra de maioria. Regra parecida para vagas em campeonatos, quem tem a vaga é um “core” de três jogadores e não a organização, quase a mesma ideia pode se aplicar para a nacionalidade. Exemplificando: em um time com 3 canadenses, 1 estadunidense e 1 holandês a equipe é considerada CANADENSE. Mas em contra-partida se um time possui 2 canadenses, 2 estadunidenses e 1 holandês, ele é o quê? Se você respondeu norte-americano, acertou. Como a maioria dos jogadores da equipe é proveniente de países norte-americanos a equipe não tem nacionalidade definida e representa um continente.

Resultado de imagem para sk bandeira brasil

“Já imaginou a SK Gaming segurando a bandeira da Alemanha?” (Fonte/Créditos: ESL)

Vamos mais a fundo, com um exemplo real, como a FaZe Clan, que possui em seu plantel 1 francês, 1 finlandês, 1 norueguês e 1 dinamarquês. Todos esses países fazem parte da união europeia, portanto a equipe representa um continente. Mesmo quando aizy (dinamarquês) estava no time, por concenso dos jogadores a equipe representava a Europa e não a Dinamarca, pois aizy e karrigan são dinamarqueses. Nesse caso o torcedor escolhe torcer para um jogador.

Agora você deve estar se perguntando, mas que fácil, se não representa país, representa continente. Não tão rápido! Outro exemplo latente é a Natus Vincere. A Na’Vi possui 1 sérvio, 2 ucrânianos e 2 russos. Aí você responde fácil: o time é europeu. ERRADO! Os países que compõem a nacionalidade dos jogadores da Ucrânia e Rússia fazem parte da Comunidade dos Estados Independentes (inglês: Commonwealth of Independent States, CIS), portanto o time da Na’Vi representa a CIS. Percebe que mesmo o jogador sérvio que não faz parte da CIS não mudou nada? Pela maioria o time representa uma Comunidade.

Resultado de imagem para faze clan cs go eleague major

“FaZe e Splyce já tiveram praticamente no seu plantel jogadores de várias nacionalidades” (Fonte/Créditos: ELEAGUE)

Agora fica o questionamento: e se a Na’Vi tivesse mais um jogador ucrâniano, qual seria a nacionalidade da equipe? Acertou quem respondeu ucrâniana. A maioria seria deste país, o mesmo se aplica para mais 1 russo.

A questão “mind-fuck“: e se uma equipe possui 1 jogador brasileiro, 1 britânico, 1 estadunidense, 1 australiano e 1 japonês? A resposta é: nenhuma. A equipe não possui maioria nacional, continental ou qualquer outro. Porém se levarmos em consideração a história, ambos Reino Unido e Austrália fazem parte da Comunidade das Nações (inglês: Commonwealth of Nations) e então poderiam ser considerados representantes dessa comunidade, mas isso seria ir a fundo demais na história.

Outra possibilidade que circula é de: em caso de times sem nacionalidade ou continentalidade definida, a equipe portar a bandeira do país de origem da organização.

E aí, o que você acha disso tudo? Deixe seus comentários.

By
Paulo Henrique, 19 anos, estudante a Bacharel de Sistemas de Informação pela FACET em Curitiba no Paraná. Staff do SiteCS desde 2010.

Deixa uma resposta

Your email address will not be published. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*